fbpx

A tradição das barbearias

a tradição das barbearias

Eaeee pessoal, tudo certo?

Meu Deus! Já estamos quase no meio do ano e ainda não cumpri as promessas do ano retrasado kkkk como esta passando rápido, não é mesmo? Em meio a esse turbilhão de notícias e coisas mudando a todo o momento, hoje trago a vocês uma matéria exclusiva sobre a tradição das barbearias, um assunto que nos faz voltar ao tempo.

HISTÓRICO

As barbearias surgiram por volta de 296 a.C. na Grécia, alguns homens gregos costumavam se reunir em mercados para ter seus cabelos e barbas aparados, enquanto debatiam sobre assuntos gerais, ou melhor dizendo, fofocando.

Muitas vezes o barbeiro era considerado um conselheiro social, além de um profissional que solucionava problemas de saúde do espírito e do corpo. Antes de 1871, as pessoas resolviam todos os seus problemas de saúde recorrendo a farmacêuticos, curandeiros, barbeiros ou cirurgiões-barbeiros. Foi no século XIX que a barbearia tornou-se um lugar especializado em cuidados da beleza e aparência, deixando de lado as sangrias e cirurgias.

As barbearias tradicionais foram introduzidas nos EUA no século XIX, quando A.B. Moler,  abriu uma escola de barbeiro em Chicago, tornando-se a primeira instituição do gênero em qualquer lugar do mundo. Trouxe treinamento, educação e profissionalismo para o mundo da depilação facial, dando origem a uma nova indústria de sucesso e que sucesso ein?

O papel da barbearia nunca foi realmente apenas para cortar o cabelo e fazer a barba, mas sempre foi uma “terapia dos homens”

As Barbearias na comunidade afro-americana

Em particular, serviram como um grampo cultural que remonta ao século 19, quando a maioria das lojas era de propriedade de negros, onde os brancos eram atendidos. Mas foi uma das indústrias fundadoras que impulsionou a economia afro-americana depois que a escravidão foi abolida e realmente ajudou a colocar algumas famílias em pé. Foi uma das primeiras indústrias que permitiram que negros se tornassem empreendedores e que todas as comunidades pudessem apoiar.

No final da década de 1970, os barbeiros estavam a fim de expandir seus conhecimentos relacionados aos salões de beleza das mulheres. Em consequência, conseguir uma clientela maior e serviços mais amplos para seu ramo. Na década de 1980, barbeiro unissex começou a ser cada dia mais comum, e na década de 1990, quase todos os salões estavam dando serviços a ambos os sexos.

Este foi um marco importante para a evolução e inovação das características de uma barbearia e da profissão do barbeiro. Com novas técnicas e experiências obtidas, ainda na década de 1990, os barbeiros passaram a utilizar métodos não-tradicionais de grooming (técnicas e “regras” de etiqueta que os homens utilizavam para ficar em dia com seu visual.), atraindo cada vez mais àqueles que procuravam por uma corte de cabelo da moda da atualidade. Foi um casamento perfeito, pois coincidentemente na época, o rock era evidência no mundo todo, principalmente nos Estados Unidos onde o pólo de barbearias e barbeiros passou ser a referência no mercado mundial. Com isto, cabelos longos, penteados altos, topetes com gel, no estilo rockabilly, eram copiados por todos!

As características de uma barbearia clássica também passaram a ser padrões. Além de obter um corte de cabelo da moda e barbas aparadas, voltaram a assumir o papel de propagar a criação do senso comum entre os homens, proporcionando um bem-estar aos clientes que procuravam seus “clubes” para interagir e colocar os assuntos em dia.

O legado das barbearias dos anos 90

permanece até os tempos atuais, trazendo aquela sensação de um ambiente só dos homens, com a calorosa e acolhedora familiaridade de gostos similares, assuntos em comum, o aroma típico de madeira rústica, misturado ao de tabaco, cerveja e cravos. Tudo isso serviu para consolidar um estilo de vida que já era prestigiado. O tratamento único aos clientes que visitam com frequência as barbearias, levando-os à uma experiência única e não somente uma obrigação de ir uma vez ao mês cortar o cabelo ou aparar a barba. O ritual de sentar na cadeira do barbeiro, relaxar, receber o tratamento digno com massagem, toalha quente, espuma no rosto, navalha afiada e produtos específicos, transformou-se em um negócio satisfatório ao cliente, motivando a sensação de bem-estar consigo.

A evolução da barbearia não para, com os avanços em acessórios de barbearia, estruturas cada vez mais modernas, a própria indústria da beleza masculina com o crescimento incontrolável, forneceu e contribuiu para que novas barbearias surgissem e/ou se adaptassem aos cuidados com a beleza masculina, auto-estima e vários outros fatores. A história tem mostrado que o setor teve seus altos e baixos, mas também é demonstrado que os barbeiros podem prosperar até mesmo nos tempos mais difíceis. Aqui no Brasil o crescimento das barbarias tem sido constante, aumentando a economia local e gerando muitos empregos.

Simbologia e Curiosidade 

O poste clássico das barbearias, o Barber Pole , que geralmente é colocado em frente as barbearias, tem sua origem da época das guerras, pois serviam para sinalizar aos feridos à uma distância considerável que ali eles encontrariam recursos para seus ferimentos, cortes e auxílio à saúde. Como falamos no post, os barbeiros eram grandes cirurgiões, e sabiam como ninguém à lidar com ferimentos e cortes profundos. A cor branca do poste representa as bandagens usadas pelos barbeiros no processo de sangrias e extrações de membros. O vermelho simboliza o sangue arterial, enquanto o azul o sangue venoso.

Resultado de imagem para Barber Pole

algumas dessas informações foram retiradas do https://www.complex.com

Galera do BLOG, não perca nas próximas semanas as novas matérias que vou postar aqui, vai ser sinixtroooooooo!

Não deixem de curtir a nossa página no FACEBOOK
Siga o nosso INSTAGRAM

Para adquirir os produtos da GLUE HAIR Acesse AQUI

E pra vocês não esquecerem,

Me chamo Denios DK e sou Curitibano (assim como a GlueHair) – que dá Bom Dia – BARBUDO, baixista eclético, empreendedor na WEB41 e mercadólogo.
Até próxima.

Me sigam no Instagram:Portanto,

@Deniosdk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp